Home
  • Home
  • Notícias
  • Victor, Leo e a pausa ‘prolongada sem data de retorno’ da dupla sertaneja após 26 anos de carreira

Victor, Leo e a pausa ‘prolongada sem data de retorno’ da dupla sertaneja após 26 anos de carreira

9 agosto 2018 Notícias


Victor e Leo vão engrossar a lista de duplas sertanejas que se separaram. Diferentemente do que já aconteceu com outras parcerias do estilo, não houve briga ou um outro grande motivo. Mas houve, sim, um aviso prévio. Que vale lembrar: na época, não foi assinado pelas duas partes.

Em junho de 2015, Victor já havia afirmado ao “Fantástico” que “poderia haver uma pausa do trabalho da dupla em breve”. O desabafo também nunca foi segredo entre pessoas próximas ao cantor. Leo nunca gostou muito da ideia.

Passados três anos e com um DVD para ser lançado, a pausa foi confirmada. Os irmãos ficarão distantes por tempo indeterminado e o último show será em 22 de setembro, em São Paulo. Antes, constam na agenda outras oito apresentações.

“Naquele momento, a fisiologia do meu irmão já pedia isso. Eu entendi que dava para segurar um pouco mais. Não estava no momento de desacelerar. Agora chegamos em um denominador comum. Nós dois queremos um período sabático, respirar um pouco, para que a gente volte mais forte”, afirma Leo Chaves ao G1.

Embora houvesse comentários no mercado sobre a pausa da dupla – ou até de um fim definitivo – uma esperança surgiu com o lançamento, no mês passado, da música “Solidão a dois”, em parceria com Chitãozinho e Xororó. A faixa integra o novo álbum.

O disco dava a entender que a ideia da pausa havia ficado para trás. Afinal, para que fazer um resgate das raízes da dupla que iniciou sua história na música nacional com a faixa “Amigo Apaixonado”, de 2007.

Na mesma época, Victor e Leo bombaram nas rádios com “Fada” e “Vida Boa”. Antes, já tinham trilhado 15 anos pelos barzinhos. Mas não teve jeito.

“O livro ‘Victor e Leo’ está longe de terminar. Esse é mais um capítulo. São férias prolongadas que vamos fazer, sem data de retorno”, explica Leo.

Mas o que eles farão neste sabático?

Leo está cheio de projetos. Não é de hoje que o cantor começou a investir em outras searas:

  • ele preside o Instituto Hortense
  • faz palestras motivacionais (“Atualmente, faço mais palestras do que shows. São oito, nove, por mês”)
  • lançou o livro “No colo dos anjos”, apresentado na Bienal do Rio e na de São Paulo, e está com a segunda obra engatilhada para o segundo semestre (“Será mais teórico”)
  • Tem planos para uma trilha sonora do primeiro livro (“Mas um disco, um projeto paralelo, pelo menos em 2018, não penso”)
  • é empresário do ramo agropecuário
  • ingressou em uma faculdade à distância e está cursando o primeiro ano de Pedagogia (“Vou me graduar daqui uns anos”)
  • vai estrear como ator e será protagonista do musical que vai contar a historia do sertanejo Sérgio Reis (“Será um desafio enorme. Nunca fiz teatro. Agora vou interpretar vida de um ícone da música brasileira”)

“O que acontece é que nos últimos três anos os nossos compromissos como dupla ficaram para o final de semana. Durante a semana, acabei inserindo esses trabalhos paralelos”, explica Leo.

Ele garante que a mudança de foco para longe dos palcos musicais não foi uma espécie de preparação para a pausa anunciada anos atrás.

“Foi algo que aconteceu naturalmente devido a necessidade, tanto minha quanto do Victor, de desacelerar após 26 anos de carreira. A gente percebeu que precisava dar um tempo na cabeça, na mente, no corpo. Especialmente ele, que é compositor”.

Victor não divulga o que fará. Procurada, a assessoria da dupla não deu retorno sobre os planos do cantor ou a possibilidade de uma entrevista. Mas Victor deve aproveitar o tempo para descansar, como propôs há três anos, quando ainda não havia enfrentado a fase turbulenta de sua vida desde o início do último ano.

Pausa tem a ver com a acusação de agressão à mulher?

No início de 2017, o cantor foi acusado pela mulher, Poliana Bragatini, de agressão. Na época, ela estava grávida de João Luiz, segundo filho do casal, que nasceu em agosto. Victor e Poliana também são pais de Maria Vitória, de 2 anos.

O cantor deixou o programa “The Voice Kids”. Como a atração ainda estava em curso, apenas Leo ficou na cadeira de técnico até o fim da atração. Na edição seguinte, Simone e Simaria assumiram a posição.

Alguns fãs citam o caso como possível causa para a pausa da dupla. Mas Leo garante que o problema pessoal não foi a causa da decisão profissional

“Não tem absolutamente nenhuma relação com o episódio com meu irmão. E isso já tem bastante tempo, muitas pessoas já esqueceram. É algo que está sendo solucionado pelas entidades adequadas. A gente vinha fazendo show depois disso, com um público bacana. O que acontece é a estafa”.

O que Victor vai fazer agora?

Leo acredita que o irmão vai se dedicar exclusivamente ao descanso.

“Tenho conversado pouco com ele, por nossa falta de tempo, mas diariamente nos falamos por telefone. Penso que ele tem a necessidade de pausa para voltar a compor e criar. Dispensa comentários o lado poético e criativo de meu irmão”.

“É necessário que nosso interior esteja descansado. A mente precisa estar vazia, ao contrário que as pessoas pensam. Meu irmão pede isso. Entendi que ele precisa voltar a descansar a mente. Temos muitas coisas para construir e estamos muito novos. Vai ser bom para ele voltar a compor bastante, pra gente oferecer um acervo novo”.

Outras duplas já passaram por isso…

A dupla não é a primeira dupla a fazer uma pausa. Entre as separações mais recentes, estão as das duplas Zé Henrique e Gabriel, Kleo Dibah e Rafael e João Lucas e Marcelo (aquela do “Tchu, Tcha”).

Outra separação foi a de Rick e Renner. A dupla se separou em 2010, juntou em 2012, separou de novo em 2015 e, quem sabe, volte em breve. Ao menos foi isso que indicou recentemente Rennan Nei, que fazia dupla com o cantor Renner há um ano.

Na lista de parcerias de estrada e de sangue, estão Edson e Hudson & Gian e Giovani. E, quase engrossou o caldo a dupla Zezé Di Camargo e Luciano. Em 2011, Luciano chegou a anunciar no palco que estava deixando a dupla, mas tudo não passou de um desabafo.

Já os irmãos Edson e Hudson se separam mesmo em 2009. Hudson chegou a se dedicar ao rock, com a banda Rollemax, no período em que ficou distante do irmão, mas a parceria foi retomada em 2011.

Outro caso de irmãos separados, foi o de Gian e Giovani. Com relações cortadas desde 2014, eles anunciaram em março uma nova tentativa para unir a voz na estrada.

“Com a separação da dupla aprendemos que não vivemos um sem o outro e que juntos somos mais fortes. Sentimos muita falta um do outro nesse período e entendemos que nascemos para cantar juntos”, afirmou o cantor Giovani com o apoio do irmão Gian.

“Acreditamos que o Vitor e Léo seja apenas férias prolongadas, como o Garth Brooks que parou três anos para ver a filha crescer. Acreditamos que pela união deles seja algo semelhante como férias e um período mais tranquilo”, torcem Gian e Giovani.

Eles estão agora em estúdio para gravar um novo disco e acabam de lançar a música “E Se Eu Falar”. A composição é de Thiago Servo, outro que já tem uma separação musical na bagagem.

O cantor era integrante da primeira formação da dupla Thaeme & Thiago. Com sua saída em 2013, Guilherme Bertoldo assumiu seu nome artístico e posição no projeto

Fonte: G1


,

Compartilhar