Home

Volta às aulas afeta trânsito

11 janeiro 2018 Notícias


Para os alunos do ensino infantil, fundamental e médio de 300 escolas particulares de Aracaju, o início do ano letivo se inicia e põe fim ao período de férias. Com a volta às aulas que já começou em algumas escolas, os aracajuanos sentem as ruas e avenidas engarrafadas, por isso sair mais cedo de casa volta a ser rotina, já que são milhares de veículos a mais trafegando em horários de pico na cidade.

Por conta disso, desde a segunda-feira, 8, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) tem realizado uma operação de trânsito nas imediações de instituições de ensino da cidade para minimizar os problemas causados pelos engarrafamentos. O órgão informou que tem tomado medidas para aliviar o trânsito intenso principalmente nas vias próximas a escolas. Nos lugares mais críticos, agentes são posicionados para orientar o trânsito.

Além das orientações no trânsito, algumas atividades educativas estão sendo conduzidas pela Coordenadoria de Educação para o Trânsito. Durante o mês de janeiro, agentes de trânsito e o Grupo Cones de Teatro estarão na porta de escolas durante os períodos de embarque e desembarque para orientar não só os estudantes, mas também os pais, responsáveis e transportadores escolares sobre travessia na faixa de pedestre, uso correto da cadeirinha e outros procedimentos de segurança. As ações seguem até o dia 19 de janeiro em escolas de diversos bairros da cidade.

Segundo o coordenador de Educação para o Trânsito da SMTT, Jorge Luiz da Conceição, o trabalho de conscientização é importante não só para a segurança de todos, mas também para uma melhor fluidez do trânsito, já que o fluxo de veículos em Aracaju aumenta consideravelmente com o retorno das aulas.

“Em nossa programação de volta às aulas, o comando educativo alertará e orientará os motoristas sobre três comportamentos importantes: nunca pare na faixa de pedestres, nunca pare em fila dupla e nunca estacione em local proibido”, explica Jorge. “Se todos seguirem essas orientações, teremos mais mobilidade e mais segurança no trânsito”, finaliza.

Jorge Luiz frisa ainda que os pais e responsáveis também devem ficar atentos ao serviço de transporte escolar. “A SMTT orienta que todos chequem se o transportador é autorizado pelo órgão de trânsito e observem com bastante atenção as condições do veículo escolhido e se o mesmo está em dia com os itens de segurança. Qualquer irregularidade deve ser comunicada à SMTT através do telefone 118”, informou.

Fonte: Jornal da Cidade


,

Compartilhar