NO AR
AS MAIS PEDIDAS
11h às 12h

Imagem: Envato (macniak Z9CBPE5RGQ)

 

 

No mundo da busca incessante por um estilo de vida saudável e pelo alcance de metas de perda de peso, o jejum intermitente tem surgido como uma estratégia eficaz que vai além da simples restrição calórica. À medida que o tempo passa, os benefícios surpreendentes desse método se tornam mais evidentes, afetando positivamente vários aspectos do nosso corpo. Vamos explorar o que acontece no seu organismo em diferentes momentos ao longo de um ano de prática do jejum intermitente.

 

Dia 1 – A Transformação Começa:

No primeiro dia de jejum intermitente, o corpo inicia uma mudança notável. O processo de cetose é acionado, levando o fígado a converter os estoques de gordura em corpos cetônicos para gerar energia. Isso resulta em uma rápida queima de gordura e no início dos processos de perda de peso corporal. Além disso, a sensibilidade à insulina melhora, o que é crucial para a prevenção de doenças como o diabetes.

 

Uma Semana de Jejum – Energia e Disposição:

Após uma semana de prática consistente do jejum intermitente, seu corpo se adapta ainda mais. A geração de energia não dependente de glicose e glicogênio hepático se torna mais eficiente, proporcionando maior agilidade física e mental. Aumenta a secreção de adrenalina e do sistema nervoso simpático, o que melhora a disposição, o rendimento cognitivo e o estado de alerta. Além disso, a secreção de insulina é otimizada, ajudando a estabilizar os níveis de glicose, especialmente benéfico para pessoas com riscos de diabetes.

 

Um Mês de Jejum – Transformações Profundas:

Ao atingir o marco de um mês, o jejum intermitente traz mudanças ainda mais notáveis. Seu perfil lipídico melhora, com níveis reduzidos de LDL, o chamado “colesterol ruim”. O corpo torna-se mais eficaz na metabolização da glicose devido à melhora da resistência periférica à insulina. No entanto, a velocidade da perda de peso diminui devido ao aumento do cortisol e à queda de outros hormônios. Outros benefícios incluem a redução de radicais livres, diminuindo o estresse oxidativo e tornando o corpo menos suscetível a inflamações. O aumento do hormônio do crescimento (GH) também contribui para ganhar massa muscular e disposição.

 

Um Ano de Transformação Completa:

Após um ano de prática consistente do jejum intermitente, seu corpo atinge um estado de equilíbrio e bem-estar impressionantes. Os processos inflamatórios são reduzidos significativamente, levando a uma menor gordura corporal e visceral, especialmente quando combinados com um acompanhamento nutricional adequado. Além disso, o risco de doenças cardiovasculares é minimizado devido à melhora do perfil lipídico e da hipertensão. Os níveis de triglicerídeos, colesterol LDL e HDL, glicose e sódio são regularizados, contribuindo para uma saúde ideal. O controle do apetite é mais eficaz, reduzindo os ataques compulsivos de fome e permitindo uma relação mais saudável com a comida.

 

Em resumo, o jejum intermitente oferece um caminho promissor para uma transformação gradual, mas profunda, do corpo e da saúde ao longo de um ano. Com a devida orientação e acompanhamento médico, essa prática pode proporcionar uma jornada incrível rumo ao bem-estar e à vitalidade. Experimente e descubra como seu corpo pode se transformar ao longo do tempo com o jejum intermitente.

 

 

Por William Leal

 

Fontes:

Guilherme Renke é médico endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e médico do esporte Titular da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte.

Eleonora Galvão, nutricionista especialista em transtornos alimentares e graduada pela UFRJ.
Guilherme Abieri, nutricionista, pós-graduado em nutrição clínica hospitalar pela UFRJ, em nutrição esportiva pelo Instituto Hi Nutrition e Fisiologia do exercício pelo INADES.

Publicidade

© COPYRIGHT 2024 - 103 FM ARACAJU. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.