NO AR
AS LENTINHAS DA 103
19h às 21h
Foto: Divulgação/Pixabay

 

Meta, donas do Facebook, do Instagram e do WhatsApp, anunciou que está processando duas empresas brasileiras por “engajamento falso”. Essa é a primeira vez que a big tech move uma ação do tipo no país. Elas tramitam na 1ª e 2ª Varas Empresarial e de Conflitos de Arbitragem, em São Paulo.

 

Em comunicado divulgado na segunda-feira 15, a Meta informou que as organizações ofereciam serviços de curtidas, seguidores e visualizações falsas na rede social.

 

“Isso faz parte de esforços de litígio coordenados e em diferentes jurisdições da empresa para fazer cumprirem seus termos e proteger os usuários”, afirmou a companhia de Mark Zuckerberg.

 

Ainda de acordo com o comunicado, a MGM Marketing Digital LTDA e a Igoo Networks Eireli Me vendiam curtidas, seguidores e visualizações a outros perfis no Instagram. A prática, também conhecida como fazenda de cliques, viola os termos de uso da plataforma.

 

Em 10 de agosto, o juiz responsável pelo processo, Luis Felipe Ferrari Bedendi, classificou como graves as alegações apresentadas pela Meta e deu cinco dias para as empresas se manifestarem sobre o caso.

 

“Além da venda de engajamento, alguns dos serviços solicitavam as credenciais de login de usuários do Instagram”, informou Jessica Romero, diretora jurídica da Meta, que assina o comunicado.

 

O Instagram desativou as contas e enviou notificações extrajudiciais a mais de 40 empresas que ofereciam serviços semelhantes de engajamento falso na rede social.

 

 

Via Revista OESTE

Publicidade

© COPYRIGHT 2024 - 103 FM ARACAJU. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.