Home
  • Home
  • Notícias
  • Simaria revela paixão inusitada de Simone: “Reforma”

Simaria revela paixão inusitada de Simone: “Reforma”

31 janeiro 2019 Notícias


Elogiada pela cantora internacional Thalia na webSimone tem uma paixão inusitada por reformas de casas e quem revelou a curiosidade foi sua irmã, Simaria. Em um bate-papo nos bastidores do The Voice Brasil, as coleguinhas revelaram segredos umas das outras. “Bom, a Simaria no Instagram, vocês veem ela muito fina, mas adora uma comida com banana, pobreza em pessoa”, começou a mãe de Henry, que recentemente afastou rumor de gravidez. “Adoro! Principalmente quando a comida tem um caldinho com uma bananinha do lado, é muito bom”, concordou a dupla, que está passando por construção de nova cobertura em SP.

‘Ela é apaixonada por reforma’, diz Simaria

Com volta aos palcos prevista para março, Simaria entrega que o maior consumo da irmã é por itens de casa. “Simone gasta o dinheiro que ela ganha todinho em reforma. Ela é apaixonada por reforma. Já falei que se ela parar de cantar um dia, vai ter que virar construtora. Comprar piso, comprar todos os revestimentos da casa, ela adora isso”, disse ela, que tem criado looks criativos com lençóis. “Eu prefiro tá numa loja comprando coisas de casa, do que tá em loja comprando roupa pra mim”, revelou a mulher do empresário Kaká Diniz.

Cantora relata pressão no trabalho. Veja!

Em recente participação no “Encontro“, Simaria avaliou a pressão do trabalho: “O que eu passei agora foi uma porrada. É muita pressão! O tempo todo te cobram, não só o público, mas quem está a volta e a indústria em si. Em momento, não tínhamos forças para compromissos, mas tínhamos que fazer porque já estava marcado, não tem como desmarcar. Quando falamos ‘a gente não pode’, já falam que somos metidas ou que estamos nos achando. Somos pessoas, não somos máquinas. Precisam entender que artistas sofrem, choram e tem problemas. Eu faço terapia e tive que fazer. Tive que dar os ‘nãos’, enfrentar o povo e saia como a ‘coisa ruim’ da história. Quando você começa a receber esse título, fica aquela culpa, ficava me matando por dentro. Tenho certeza que a doença tem a ver com o psicológico, mas é necessário dar ‘não'”.

Fonte: Terra


Compartilhar