NO AR

Foto: Agência Brasil

 

Considerada uma das datas mais importantes para o comércio, a Black Friday será na próxima sexta-feira, 25. As grandes ofertas em lojas físicas e virtuais devem movimentar o setor, após dois anos consecutivos impactados pela pandemia. Um levantamento do Mercado Livre mostrou que 78% dos brasileiros querem gastar mais nesta edição do evento — e já estão se preparando financeiramente para isso. No ano passado, a data proporcionou lucro de R$ 4 bilhões aos comerciantes, segundo estudo da Betway.

 

Para fugir dos golpes, o Procon de São Paulo elaborou uma lista de lojas virtuais que devem ser evitadas pelos consumidores. Segundo a instituição, essas empresas tiveram reclamações registradas, foram notificadas e não responderam nem foram encontradas. A lista também mostra sites criados exclusivamente para enganar o consumidor, que não realizam comércio eletrônico.

 

Criada em 2011, a lista conta atualmente com 41 sites e teve a sua última atualização em julho deste ano. Confira aqui todos os sites a serem evitados, segundo recomendação do Procon paulista.

 

O que comprar na Black Friday?

 

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) fez um levantamento neste ano para avaliar o potencial de descontos efetivos durante a Black Friday. Por 40 dias, a entidade coletou 180 preços dos itens mais buscados pela internet e descobriu que 39% deles revelaram tendência de redução.

 

Os principais destaques da pesquisa foram as quedas de 17% no valor de sapato masculino, 13% em lavadora de roupa, 10% em smartwatch e 8% em fones de ouvido.

 

Ainda, uma pesquisa feita pela consultoria Neotrust, empresa que fornece dados e inteligência sobre o e-commerce brasileiro, mostrou que os produtos mais consumidos em 2021 foram moda e acessórios, beleza e perfumaria e telefonia.

 

 

Fonte: Revista OESTE

Publicidade

© COPYRIGHT 2024 - 103 FM ARACAJU. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.