NO AR
TARDE TOTAL
13h às 17h

Fotos: André Moreira

 

 

Como parte da política de valorização dos artistas locais, a Prefeitura de Aracaju estabeleceu como prazo para o pagamento das atrações do Forró Caju 2022 o dia subsequente à respectiva apresentação. Essa medida contemplou quadrilheiros, grupos de cultura popular, trios pé de serra, cantores e bandas.

 

Este ano, 80 artistas sergipanos fizeram parte da programação dos festejos juninos da capital, que, além dos seis dias de Forró Caju, englobou o Circuito Folclórico Sergipano e o Circular Junino.

 

O presidente da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), Luciano Correia, ressalta que a celeridade no pagamento é uma preocupação constante da Prefeitura e com os artistas não poderia ser diferente.

 

“Como tudo foi feito de forma planejada, a Prefeitura liberou os recursos para pagamento dos artistas com duas semanas de antecedência, o que nos possibilitou fazer o pagamento no dia seguinte às apresentações”, detalhou Luciano.

 

O cantor Scurinho Zabumbada comenta que os atrasos, muitas vezes comuns na prestação de serviços às instituições públicas, é bastante prejudicial. “O artista tem família, contas a pagar. Então, quando o pagamento acontece de forma rápida, ajuda demais. É muito importante quando os gestores das políticas culturais se preocupam e têm compromisso com os artistas”, destaca.

 

Scurinho ressalta que os artistas também são empregadores, trabalham em conjunto com músicos e com a equipe técnica. “Como já recebi, paguei os músicos que trabalham comigo. Todo mundo fica feliz”, expressa.

 

O sanfoneiro Maycon Klifson, da banda Dialeto Nordestino, ressalta que trabalhar com arte é igual a qualquer outro trabalho, exige tempo e dedicação.

 

“Ninguém gosta de trabalhar e receber o salário meses depois. Arte também é trabalho e existem muitos custos por trás disso. É importante que o artista tenha autonomia financeira e a celeridade no pagamento auxilia bastante nisso”, reforça Maycon.

 

 

 

Valorização 

 

 

O cantor Sena relembra de situações em que o pagamento demorou até 90 dias para ser realizado, o que causava uma série de constrangimentos para os artistas. “Essa prática de atrasos foi muito comum, principalmente quando envolvia os artistas locais. Era uma situação que nos deixava muito tristes”, relata.

 

Segundo o cantor, foi uma surpresa positiva a celeridade no pagamento este ano.

 

“Assim que a Prefeitura entrou em contato para tocar no Forró Caju, já solicitou toda a documentação e antes mesmo do show já recebemos a nota de empenho. Meu show foi no dia 25, por causa do final de semana e de questões de saúde consegui emitir a nota no dia 28 e, para minha surpresa, recebi o pagamento no mesmo dia da emissão. Ao longo de todos esses anos como artista, nunca vi um pagamento tão rápido”, conta o músico.

 

Sena comenta que esse novo sistema de pagamento adotado pela Funcaju foi muito eficiente.

 

“Espero que a Prefeitura continue sempre trabalhando assim, com transparência e valorizando os artistas, para que possamos ter segurança e tranquilidade para poder pagar nossa equipe. Só tenho a agradecer”, salienta.

 

 

 

 

Via Aracaju Noticias

 

Publicidade

© COPYRIGHT 2022 - 103 FM ARACAJU. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.